17/06/2016
Trabalhadores franceses vão as ruas contra reforma ao "estilo Temer"


Trabalhadores franceses vão as ruas contra reforma ao


As manifestações dos trabalhadores e trabalhadoras franceses contra o projeto de reforma das leis trabalhistas – semelhante ao defendido pelo governo golpista de Temer – não param. No dia 14 de julho, 1 milhão foram às ruas de Paris, Marselha e outras cidades, segundo os organizadores.

A polícia francesa fala em 80 mil pessoas. Não é só aí que reside a divergência. Houve confrontos entre as forças repressivas e os manifestantes, com feridos de ambos os lados. “Dezenas”, segundo o Libèration desta sexta-feira.

Um suíço, cuja identidade não foi revelada, ficou gravemente ferido, segundo o jornal. E a polícia e a Justiça da capital francesa estão atribuindo o artefato explosivo que o atingiu aos manifestantes, por supostamente apresentar características de fabricação caseira.

A paralisação dos trens ocorreu mas, segundo o jornal, não afetou os jogos da Eurocopa.

Já os trabalhadores da Air France prometem greve a partir do dia 24 de junho.

Leia mais sobre as manifestações do dia 14 em reportagem do El País.



Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter



Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis,
Bares e Restaurantes de Serra Negra

Rua Duque de Caxias 135
Sala 01 - CEP: 13930-000
Tel: 19 3892-6039
Email: contato@sechssn.com.br