21/02/2014
JANOT LUTA CONTRA FUGA DE AZEREDO DO STF


JANOT LUTA CONTRA FUGA DE AZEREDO DO STF - IMAGEM 1


Procurador-geral da República promete recorrer ao plenário se o relator do processo sobre o mensalão tucano, ministro Luís Roberto Barroso, decidir enviar o caso à Justiça Federal em Minas
21 DE FEVEREIRO DE 2014 ÀS 07:55

247 – Desde a renúncia de seu mandato na Câmara dos Deputados, cabe ao ministro Luís Roberto Barroso decidir se o processo contra Eduardo Azeredo, pivô do mensalão tucano, será mantido ou não no Supremo Tribunal Federal.

Com a perda do foro privilegiado, o caso pode voltar para a Justiça Federal em Minas. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se declarou contra a manobra e promete recorrer.

Leia na nota do Painel, da Folha de S. Paulo:

Golpe O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, reagiu com irritação à renúncia de Eduardo Azeredo (PSDB-MG). A decisão foi vista como uma afronta à denúncia que pede sua prisão por 22 anos por envolvimento no mensalão mineiro.

Contragolpe Janot indicou que, se o relator do processo no STF, Luís Roberto Barroso, decidir enviar o caso à Justiça Federal em Minas, vai recorrer ao plenário. O entendimento geral da corte, no entanto, aponta para a remessa à primeira instância.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter



Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis,
Bares e Restaurantes de Serra Negra

Rua Duque de Caxias 135
Sala 01 - CEP: 13930-000
Tel: 19 3892-6039
Email: contato@sechssn.com.br