04/04/2014
BLATTER CRITICA ITAQUERÃO E PODE PAGAR A CONTA


BLATTER CRITICA ITAQUERÃO E PODE PAGAR A CONTA - IMAGEM 1


Presidente da Fifa, Joseph Blatter, reconhece problema com estádio de São Paulo e critica falta de segurança a que funcionários são submetidos na obra; laudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro afirma que o afundamento do solo que sustentava o guindaste destruído em novembro do ano passado foi a causa do acidente que matou dois operários, contrariando versão da Odebrecht; construtora de Marcelo Odebrecht e ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, também não resolveram impasse para bancar os R$ 60 milhões referentes as estruturas temporárias previstas no contrato do Mundial; diante da saia-justa, a Fifa já cogita assumir a dívida para evitar fiasco do palco de abertura da Copa
4 DE ABRIL DE 2014 ÀS 05:31

247 – Após a morte de um operário durante colocação das arquibancadas provisórias, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, criticou a falta de segurança no Itaquerão.

"Temos problema com o estádio de São Paulo. Houve acidente com uma pessoa que morreu, mas quando se trabalha em uma construção de dois ou mais metros é preciso ter a responsabilidade de dar segurança aos trabalhadores. Eles não fizeram isso", disse.

Fiscais do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) interditaram a obra, mas a liberação deve sair na próxima semana. Um laudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro afirma que o afundamento do solo que sustentava o guindaste destruído em novembro do ano passado foi a causa do acidente que matou dois operários. Estudo também indica que a proteção do solo, feita como brita, não era adequada para uma máquina que ergue até 1.500 toneladas. A Odebrecht, responsável pela obra, nega irregularidades.

A Arena Corinthians será palco de abertura da Copa do Mundo no Brasil. No entanto, até agora, nem o clube e nem a construtora de Marcelo Odebrecht, apresentaram solução para uma dívida de R$ 60 milhões referente as estruturas temporárias previstas no contrato da Fifa.

O ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, responsável pela arena se comprometeu a arcar com os gastos; no entanto, Jérôme Valcke, secretário-geral da instituição, afirmou que o impasse continua. Ele refugou a possibilidade de adiar o início da competição. Diante da saia-justa, a Fifa já cogita assumir a conta para evitar fiasco mundial.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter



Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis,
Bares e Restaurantes de Serra Negra

Rua Duque de Caxias 135
Sala 01 - CEP: 13930-000
Tel: 19 3892-6039
Email: contato@sechssn.com.br