17/04/2014
ODEBRECHT USA LAUDO PARA SE LIVRAR DE ACIDENTE NO ITAQUERÃO


ODEBRECHT USA LAUDO PARA SE LIVRAR DE ACIDENTE NO ITAQUERÃO - IMAGEM 1


Construtora de Marcelo Odebrecht apresentou estudo assinado pelo engenheiro Roberto Kochen, da Geo Company, para negar responsabilidade na queda de guindaste que matou dois operários em novembro; versão contradiz Universidade Federal do Rio de Janeiro, que apontou inadequação na proteção do solo
17 DE ABRIL DE 2014 ÀS 06:08

247 – A construtora de Marcelo Odebrecht, responsável pelas obras da Arena Corinthians, apresentou nesta quarta-feira laudo assinado pelo engenheiro Roberto Kochen, da Geo Company, para negar responsabilidade no acidente que matou dois operários em novembro.

No dia 27 de novembro de 2013, parte da cobertura metálica do estádio, localizado na Zona Leste de São Paulo, desabou, resultado da queda de um guindaste em um dos lados da arena, atingindo o painel de led que cobre toda a parte externa desse setor.

O engenheiro que comandou o estudo afirma que a Odebrecht fez toda a preparação do solo para receber o equipamento da Liebherr, dona da máquina responsável por colocar a peça metálica que desabou depois da quebra do guindaste. Ele alega que foi usado um software da própria Liebherr para se medir o grau de inclinação do equipamento.

A conclusão contradiz laudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, assinado pelo engenheiro Antônio Carlos Guimarães, que afirma que o afundamento do solo que sustentava o guindaste foi a causa do acidente. Estudo também indica que a proteção do solo, feita como brita, não era adequada para uma máquina que ergue até 1.500 toneladas.

A Odebrecht agora vai encaminhar estudo para a Instituto de Criminalística da Polícia Civil e para o Ministério do Trabalho.


Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter



Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis,
Bares e Restaurantes de Serra Negra

Rua Duque de Caxias 135
Sala 01 - CEP: 13930-000
Tel: 19 3892-6039
Email: contato@sechssn.com.br